PARNAÍBA E SUAS VOCAÇÕES
Parnaiba 1.jpg

A Zona de Processamento de Exportações do Estado do Piauí, a ZPE Parnaíba, está estrategicamente instalada na cidade de Parnaíba, localizada no extremo Norte do Estado, banhada pelo rio que tem o mesmo nome e o seu afluente Igaraçu, ambos desembocando no Oceano Atlântico, ajudando a formar o Delta do Parnaíba. O município é privilegiado com aproximadamente 19 km de praias deste que é considerado o menor litoral do Brasil com 66 km, embora seja um dos mais belos e aprazíveis.

O acesso a Parnaíba pode ser feito por modais aéreos e terrestres. O aeroporto local tem status internacional e recebe voos regulares de pelo menos duas companhias aéreas, enquanto as rodovias que ligam município são todas de boa qualidade. As capitais mais próximas são, Teresina, a 320km, Fortaleza, a 471km, e São Luiz, 434km.

Com 153.863 habitantes, conforme estimativa do IBGE, Parnaíba exerce forte influência econômica, social e cultural para uma população estimada em meio milhão de pessoas residentes em municípios situados num raio de 150km, abrangendo ainda os Estados do Ceará e Maranhão. Entre as vocações econômicas mais relevantes de Parnaíba estão a indústria, o comércio e serviços e os turismos cultural, ecológico e de aventura. Além disso é também um importante polo de saúde por ter um hospital público regional, alguns particulares e uma rede de clínicas de diversas especialidades, incluindo o tratamento do câncer.

A vocação industrial faz parte da gênese do município, quando ainda no século XVI foi grande produtor e exportador de charque para a Europa através das navegações fluvial e marítima, tendo recebido à época o título imperial de Capital das Províncias do Norte. Domingos Dias da Silva, o fundador do Porto das Barcas, foi o seu primeiro industrial.  A implantação da ZPE Parnaíba é, portanto, o resgate da tradição industrial do Município, agora sob novas diretrizes econômicas, mas sempre valorizando e reconhecendo a sua antiga aptidão para a indústria e o comércio exterior.

Porto das Barcas 3.jpg

Depois de várias décadas buscando se reencontrar com suas vocações mais promissoras, a guinada que faz de Parnaíba a cidade

admirada e desejada que é hoje começou por volta de 2010 com a sua transformação em polo regional de educação superior a partir de investimentos significativos do governo Federal e da iniciativa privada neste setor. 

Sem_Título-14.jpg

A cidade que antes enviava seus filhos para estudarem noutros estados, hoje recebe estudantes de todos os lugares do Brasil. A Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UDFDEPAR) e diversas instituições particulares oferecem vagas em cursos importantes como Medicina, entre outros das áreas de saúde, gestão, tecnologia da informação, engenharia e educação, além dos cursos técnicos e superiores do Instituto Federal de Educação(IFPI), também implantado na cidade há cerca de uma década.

Os pesados investimentos na educação superior ao longo da última década ajudaram a cidade a ampliar os seus horizontes e oportunidades, despertando o interesse econômico de grandes grupos dos segmentos do atacado, varejo e lojas de departamentos, além de industrias, como as que já operam na ZPE Parnaíba, ainda sob o regime geral de tributação.

WhatsApp Image 2022-01-01 at 18.39.07.jpeg
cats33.png

Impossível não falar do potencial turístico da sede da ZPE do Estado do Piauí. A cidade é a principal porta de entrada do único delta em mar aberto das Américas, o Delta do Parnaíba. Trata-se de um santuário ecológico com centenas de ilhas e ilhotas dotadas de uma biodiversidade riquíssima, sendo berço de espécies animais e vegetais únicas. Cerca de 25% do Delta do Parnaíba pertence ao Piauí. Do ponto de vista da biodiversidade, a influência do Delta do Parnaíba vai bem mais longe, através da APA do Delta, uma unidade de conservação federal com 307 mil hectares, abrangendo municípios litorâneos do Maranhão, Piauí e Ceará.